Renda fixa e renda variável


Fazer bons investimentos é o objetivo de muita gente que consegue enfim ter uma folga no bolso e que está disposto a ver o seu dinheiro render. Entretanto, na hora de aplicar o saldo disponível, sempre surge uma dúvida: Investir em renda fixa ou renda variável?

Se você está se questionando exatamente a respeito disso, este post servirá para clarear um pouco mais a sua mente a respeito do assunto. Com vantagens em ambas alternativas, o que determina qual o melhor tipo de investimento para você é o seu próprio perfil!

Curioso para entender mais a respeito do tema? Continue lendo e saiba mais detalhes então!

O que são investimentos de renda fixa e de renda variável?

Primeiramente, investimentos de renda fixa, como o próprio nome sugere, são mais seguros uma vez que já estão determinados. Ideais para investidores com perfil mais conservador, são menos arriscados e por isso perfeitos para quem está ainda começando no mercado. Ao falar em renda fixa é inevitável citar os títulos de dívidas uma vez que, no geral, são a principal forma de ganho neste grupo. Esse tipo de investimento é quando uma pessoa realiza um empréstimo a outra tendo ganhos sobre esse valor que foi, portanto, emprestado.

Renda variável, por sua vez, é um investimento que está intimamente relacionado aos ativos financeiros. Geralmente adquiridos em formas de ações no mercado de capitais, é um tipo de renda proveniente de estratégias que envolvem certo risco para que o ganho seja obtido. Para fazer investimentos em rendas variáveis é indispensável que a pessoa tenha um perfil mais dinâmico. Também é importante que o investidor saiba lidar com possíveis perdas sendo válido destacar a importância de se mesclar esses investimentos a fim de diminuir perdas.

Principais investimentos de cada grupo

Entre as rendas fixas vale destacar os seguintes investimentos como sendo os mais indicados para quem vem começando agora:

Tipos de investimentos:

Cadernetas de poupança, títulos de dívidas ou debêntures, CDB, LCI e LCA além dos fundos DI e fundos de renda são alguns dos tipos de investimento de renda fixa em que você pode investir sem medo de correr riscos.

Prefixados

Os investimentos de renda fixa do tipo prefixado permitem um melhor planejamento já que quem investe sabe desde o momento da compra, quanto o título lhe renderá em seu vencimento. O Tesouro Direto funciona assim, sendo um investimento a que muitos recorrem.

Pós-fixados

Por sua vez, os títulos de investimentos pós-fixados podem ter rentabilidade baixa, média ou realmente muito boa. Entretanto, é preciso arriscar e esperar o vencimento para saber qual foi essa taxa de renda, um bom treino para quem pensa em entrar para investimentos mais competitivos como os do mercado de ações. Já para quem procura rendas variáveis, o mercado costuma ser bem mais amplo no quesito de oportunidades. Você pode fazer investimentos em:

  • Ações;
  • Câmbios;
  • Derivativos;
  • Fundos de ações.

É importante contar com a ajuda de profissionais do ramo da corretagem de ações para iniciar os seus investimentos em rendas variáveis! E se gostou do tema abordado aqui não deixe de acompanhar cada nova publicação e aprenda muito mais sobre como fazer os melhores investimentos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *